Redução de ruído

1) Introdução

O som pode ser de condução aérea ou de condução estrutural. A maioria das fontes radiam som tanto de uma como de outra maneira. O diagrama a seguir mostra que acções para a redução de ruído podem ser tomadas a vários níveis da cadeia: na fonte, sobre o meio de propagação, nas interfaces e/ou sobre o receptor.

Leia mais

Avaliação da exposição dos trabalhadores ás vibrações – mão braço

1 – INTRODUÇÃO

Durante o nosso dia-a-dia estamos expostos a vibrações, de uma forma ou de outra, em carros, autocarros, comboios, etc. Muitas pessoas estão também expostas a outras vibrações, durante o seu trabalho, por exemplo as produzidas por ferramentas manuais, máquinas ou veículos pesados.

Aqui vão ser apenas referidas as vibrações indesejáveis: o efeito da sobreexposição às vibrações; os diversos fatores que devem ser levados em conta quando é medida, como é medida e avaliada, e que acções podem ser desenvolvidas para reduzir fontes de vibrações prejudiciais e/ou perigosas.

2 – REFERÊNCIAS NORMATIVAS

As referências legais e normativas (em Portugal) são as seguintes: Leia mais

Avaliação da exposição dos trabalhadores ás vibrações – corpo inteiro

1 – INTRODUÇÃO

Durante o nosso dia-a-dia estamos expostos a vibrações, de uma forma ou de outra, em carros, autocarros, comboios, etc. Muitas pessoas estão também expostas a outras vibrações, durante o seu trabalho, por exemplo as produzidas por ferramentas manuais, máquinas ou veículos pesados.

Aqui são referidas as vibrações indesejáveis: o efeito da sobreexposição às vibrações; os diversos fatores que devem ser levados em conta quando é medida, como é medida e avaliada.

2 – REFERÊNCIAS LEGAIS E NORMATIVAS

As referências legais e normativas (em Portugal) são as seguintes: Leia mais

Avaliação da exposição dos trabalhadores ás vibrações – ponderação em frequência

RESPOSTA EM FREQUÊNCIA DO CORPO HUMANO

Para perceber a razão pela qual os seres humanos são mais sensíveis a algumas frequências que a outras é útil levar em consideração o corpo humano como um sistema mecânico. O sistema é complicado pelo facto de: (a) cada parte do corpo tem a sua maior sensibilidade em diferentes gamas de frequência; (b) o corpo humano não é simétrico, e (c) não existem duas pessoas a responder às vibrações exactamente da mesma forma. De qualquer modo, foram desenvolvidos modelos biomecânicos adequados para simular a resposta humana à vibração.

 

Leia mais

Previsão dos níveis de ruido no interior de recintos

A necessidade de reduzir o ruído emitido para valores aceitáveis é uma prioridade importante para muitas empresas. Nestas ações de redução de ruído estão frequentemente em causa investimentos significativos, e há que assegurar o sucesso do projeto e a minimização dos seus custos, sendo esta uma preocupação maior dos responsáveis. Dai a importância de existir uma abordagem objetiva no que se refere à avaliação dos impactos dos investimentos a efetuar.
No entanto, a experiência tem demonstrado que, frequentemente, e sobretudo no caso de instalações de grande dimensão e/ou complexidade, as medições de níveis de ruído, só por si, não permitem obter resultados muito fiáveis nem uma visão clara do real impacte sonoro das diferentes fontes. Leia mais

A incomodidade gerada por vibrações também pode ser avaliada

A incomodidade gerada por vibrações também pode ser avaliada

É comum às queixas de ruido estarem associadas queixas de incomodidade de vibrações. O facto de em Portugal existir uma lei do ruido e não existir uma lei das vibrações leva a que as queixas relativamente a este ultimo fenómeno sejam frequentemente ignoradas. Todavia hoje em dia já existem critérios para avaliar incomodidade de vibrações em múltiplos países e, portanto, nada impede que se façam ensaios para avaliar da pertinência das queixas das pessoas. Leia mais

Ruido de sinos

Ruido de sinos e sistemas de amplificação sonora

Ao longo dos tempos o ruído dos sinos vem assumindo uma expressão cada vez mais significativa no universo das queixas por ruído. Não obstante a constituição, no seu artigo 41.º, enunciar que os sinos são uma forma de liberdade de expressão, através de toques e com o passar das horas convocar à oração, invocar momentos festivos ou fúnebres, o ruído produzido por uma instalação sonora associada aos sinos de uma Igreja tem que respeitar os limites definidos pelo Regulamento Geral do Ruído, na redação do Decreto-Lei n.º 9/2007. Leia mais

Avaliação da exposição dos trabalhadores às vibrações – como a informação transmitida ao laboratório de ensaios pode influenciar o resultado

vibrações informação transmitidaUm dos parâmetros mais importantes para o cálculo do valor da exposição dos trabalhadores ás vibrações, é a sua duração, sendo esta fornecida pelas entidades empregadoras.
De acordo com o que está definido no âmbito da acreditação dos laboratórios de ensaio, caso não lhes seja transmitida a incerteza associada à duração dos tempos de exposição, esta é definida como sendo de 4%. Leia mais

AVALIAÇÃO DE VIBRAÇÕES EM EDIFÍCIOS – INCOMODIDADE

INCOMODIDADE DE VIBRAÇÕES

 

1 INTRODUÇÃO

Quando ocorrem reclamações de incomodidade de ruído é muito frequente ocorrerem simultaneamente reclamações de incomodidade de vibrações. Sendo a avaliação de incomodidade uma tarefa difícil, devido à componente subjetiva desta reação humana, esta dificuldade aumenta devido a que, ao contrário do que ocorre com o ruído, os critérios de incomodidade de vibrações não estarem bem estabelecidos em Portugal. Assim quem efetua a avaliação encontra-se frequentemente, em dificuldade para tirar conclusões. Neste artigo passam-se em revisão os fatores que influenciam a incomodidade devida a vibrações, critérios utilizados na sua avaliação e requisitos da instrumentação de medida.
2 RESPOSTA HUMANA A VIBRAÇÕES EM EDIFÍCIOS
São os seguintes os fatores que influenciam a reação humana de incomodidade a vibrações em edifícios:
• Limiares de perceção
• Resposta em frequência do limiar de perceção do ser humano
• Nível das vibrações
• Tempo de exposição
• Tipo de vibrações
• Tipo de utilização do edifício
• Efeitos paralelos
• Período do dia e atividade das pessoas
• A atitude das pessoas Leia mais

Redução de Ruído na Indústria com mapas de ruído – Parte 2

Parte 2

A abordagem da engenharia acústica

De forma a se chegar à tabela anteriormente apresentada tem de se dispor previamente da seguinte informação, relativa a mapas de quantidades e custos estimados:

Mapa de soluções de redução de ruido

Este mapa foi elaborado com base na especificação de reduções necessárias:

Cadastro Leia mais